Domingo, 27 de Março de 2011
Novas abordagens

Enquanto procurava frameworks que possibilitassem a utilização de PHP e exportação da mesma para Android surgiu-me a ideia de pesquisar sobre outras possíveis abordagens para a concepção e desenvolvimento da nossa aplicação.

 

No início do projecto tinha-nos surgido a ideia de criar uma aplicação web que poderia ser acedida pelo utilizador via browser e que tivesse todas as características que pretendiamos com o projecto (leitura do código de QR, reencaminhando o utilizador para uma pagina onde pudesse visualizar toda a informação desejada sobre uma determinada peça). No entanto, visto que esta aplicação Web só poderia estar acessível quando o utilizador se encontrasse online, e visto também que a aplicação deve funcionar em ambiente offline sem acesso a qualquer rede, esta ideia foi posta de parte.

 

Uma hipotética solução para este inconveniente seria o armazenamento dos ficheiros da aplicação localmente, que permitisse ao utilizador o acesso local. No entanto existem 2 problemas: para a leitura de ficheiros de PHP seria necessária a instalação de uma aplicação que os interpretasse localmente, sendo que, assim, seria necessário o utilizador instalar 3 aplicações: interpretador PHP, leitor código QR e a nossa própria aplicação; para além disto, não é de maneira alguma seguro disponibilizar código PHP (ou qualquer outra programação server-side) já que pode tornar toda a aplicação bastante vulnerável.

 

Como tal, pesquisei por aplicações que permitissem guardar todo o conteúdo encontrado num determinado domínio localmente, sendo que nenhum código PHP seria disponível para o utilizador.

Encontrei a seguinte:

http://www.httrack.com/

 

O que esta aplicação permite é efectivamente guardar toda a informação encontrada num domínio, sendo que é possível ignorar ficheiros como vídeos (para não sobrecarregar o disco local).

 

Assim, seria possível a abordagem híbrida online/offline: para a utilização online, o utilizador é simplesmente redireccionado para a aplicação Web ao descodificar o código QR. Se este se encontrar offline ou sem rede, pode simplesmente ser redireccionado para o ficheiro local com a informação desejada.

Para a actualização da aplicação, o utilizador teria de se dirigir a um "hotspot" para o efeito num museu, por exemplo. Aqui, um responsável pela actualização dos dispositivos dos utilizadores transferiria os ficheiros para o dispositivo do utilizador, preparando-o assim para utilização offline. Estes ficheiros seriam preparados diariamente por esse mesmo responsável utilizando a aplicação indicada.

 

EDIT: Depois de testar no Android posso confirmar que esta abordagem de facto resulta. Pode também ser criado um shortcut para acesso mais directo mas tendo em conta que a aplicação de leitor iria direccionar o utilizador para a aplicação de qualquer maneira, a criação do mesmo não seria essencial.




.mais sobre mim
.pesquisar neste blog
 
.Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
17
18

19
20
21
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Mobile Tourist Guide / se...

. Back Office

. Reunião de grupo – 13.06....

. Módulo 6 - testes

. Módulo 6 – Versão beta

. Testes de usabilidade

. versão beta e testes – au...

. Actualizações – testes

. Ponto de situação – OT 01...

. Versão beta e testes – au...

.arquivos

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

.tags

. todas as tags

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO
.subscrever feeds